ViaEPTV.com
Jornal A Cidade - Seu jornal. Sua cidade.
  • 0

Ideli: Dilma ficou satisfeita com manutenção de vetos

Dilma vetos presidenciais Ideli Salvatti

21/08/2013 - 19:04

Agencia Estado

Alterar o tamanho da letra A+ A A-


A ministra-chefe da Secretaria das Relações Institucionais da Presidência da República, Ideli Salvatti, disse nesta quarta-feira, 21, que a presidente Dilma Rousseff comemorou o resultado das últimas votações do Congresso pela manutenção dos vetos a quatro projetos. "A presidente ficou "muito satisfeita" porque (a manutenção dos vetos) foi fruto de muita conversa e muita negociação", disse Ideli, em entrevista no Planalto, após participar de novas reuniões no Congresso ao longo do dia e de prometer novas rodadas de negociações para as próximas semanas.

Na entrevista, a ministra afirmou que o governo pretende continuar negociando. A ideia é evitar a derrubada do veto aos 10% adicionais de multa do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), marcado para 17 de setembro. Ideli declarou que "não está na perspectiva do governo" acabar com a multa de 10% sobre demissões imotivadas, pois a medida evita esse tipo de demissão. Destacou ainda que os recursos dessa multa - R$ 3 bilhões - são destinados ao programa "Minha Casa Minha Vida".

Mas Ideli admitiu que o governo poderá ser obrigado a negociar. "Agora, a negociação está aberta e vai fluir", disse a ministra, que, antes fez questão de dizer que o Planalto não concorda com a proposta de acabar com a multa e nem mesmo com a sugestão de fim gradativo da multa, em quatro ou cinco anos. Ela lembrou que o governo fez desonerações e que esses R$ 3 bilhões, neste momento, são fundamentais.

Ideli reconheceu que a decisão da presidente Dilma, de se reunir com as bancadas durante as últimas semanas "foi fator determinante para o resultado das votações de ontem dos vetos". Mas a ministra fez questão de elogiar o trabalho dos líderes governistas e aliados no Congresso, assim como a ação do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Segundo a ministra, Dilma quer continuar a interlocução direta com os parlamentares. Mas ressaltou que "na impossibilidade de a presidente receber todos, ela já colocou que o vice-presidente e os ministros iriam fazer frequentes reuniões". Dilma fez pelo menos cinco reuniões com lideranças para garantir a manutenção dos vetos, além de liberar recursos para a base aliada.

Participe
Participe AraraquaraSiga nosso TwitterCurta nossa Fan Page

Enquete

Faltam oficinas de assistência técnica para dar conta do crescimento da venda de máquinas de café por dose. Em sua opinião:


Edição Digital

Tenha acesso a todo o conteúdo do jornal impresso.

Edição Online